domingo, 21 de março de 2010

LIMPAR PORTUGAL



Embora sabendo que a Iniciativa “Limpar Portugal”, não seja uma ideia inédita, foi importada da Estónia, sou a “tirar o meu chapéu”, e a agradecer profundamente ao mentor e dinamizador da sua implementação em Portugal.

Sou igualmente a reconhecer valor, mérito, espírito de comunidade e cidadania e acima de tudo, o amor imenso que demonstraram pelo seu país, todos aqueles que voluntariamente “arregaçaram as mangas”, pegaram em si e foram imbuídos da missão de deixar Portugal mais limpo, asseado e onde ainda, vá dando gosto viver.

Esta é a parte boa da história.

Mas existe nesta história outra parte, a parte de uma série de portugueses, cujo pendor nobilíssimo anda entre o javardo puro (sem ofensa ao animal) e o estúpido idiota, com laivos de nojentisse armados em donos do planeta, que arrogantemente e privilegiando apenas a matriz capitalista, consideram poder transformar e colocar na Natureza, tudo aquilo que os seus cérebros torrados de visões ordinárias de obtenção de lucro, lhe dita.

Ignoram tais personagens, que tal como todos os seres viventes, nascem, vivem e morrem. Por outras palavras, o Planeta onde nasceram não lhes pertence. Não é propriedade sua. É sim, um espaço que utilizam. É um legado para as gerações vindouras.

Quero crer, embora saiba que estou a ser hipócrita, que com este dia de “Limpar Portugal”, todos aprenderam a lição e jamais, necessitaremos de um dia igual.

Seja como for, foi uma iniciativa importante, útil e, tenho a certeza que muitos pensarão duas vezes antes de depositarem lixo, para onde quer que seja. Embora a memória seja curta.

PARABÉNS A TODOS OS QUE SE ENVOLVERAM NESTA INICIATIVA.
PORTUGAL FICOU MAIS BONITO E AGRADECE.

5 comentários:

  1. De facto, é nas mais "pequenas" coisas que também se vê a mentalidade das pessoas numa sociedade... Por motivos diferentes, conheço bem até onde a ignorancia de muitos seres humanos pode ir, mas lamento confirma-lo sempre nas mais variadíssimas acções do dia a dia, num país dito civilizado como o nosso. O "atraso" é vísivel no transito, na falta de respeito na cedência de lugares aos mais necessitados, na violencia dos adeptos de grandes jogos de futebol, no cuspir e fazer outras necessidades básicas na rua, e na lixeira em que muitos transformam as prais, os campos, as ruas as florestas, e em tantas outras situações! A lista é tão grande que quanto mais vivo mais estupefacta fico. Pergunto-me como é que estas pessoas terão as suas casas?
    Será que não se evoluí nadinha?!?!?!?! Será que as pessoas não se sentem mal quando têm este tipo de comportamentos?!?!?!?!
    Estas iniciativas são importantes, mas ao ponto que isto chegou, acredito pouco que apenas uma iniciativa seja suficiente.
    Abraço
    Cristina

    ResponderEliminar
  2. Estou perfeitamente de acordo com tudo o que escreveu e partilho também do seu cepticismo.
    Nem é preciso sair de casa para ver essas "espécies" de ser humano, quantas vezes da minha janela vejo vizinhos a pôr o lixo fora dos contentores, a sair com o cãozinho e a deixar que ele faça as necessidades à frente das portas dos prédios..como se nascessem impunes e donos de uma arrogância acima de qualquer chamada de atenção.
    Claro que os filhos desta espécie vão ter valores semelhante...e aí eu fico sem poder acreditar no futuro, no nosso futuro!

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  3. Amigo (do ambiente e meu)

    Cada um tem o país quer merece. E nós merecemo-lo. Sujo e bem sujo. Acho que até se devia fazer pior. Atirá-lo das janelas.

    Nós, os dos brandos costumes (parvos) custamos a abrir os olhos.

    Mas como sociedade temos urgentemente de fazer mais, por nós .........

    mas somos todos os culpados..... daquilo que temos....
    da educação que temos, da saúde que temos, dos politicos que temos e do país nojento que temos.

    ResponderEliminar
  4. Olá!

    Está disponível no site Clube de Autores a série de livros Maçonaria Revelada. Acho que você vai gostar muito.

    Tem um vídeo no You Tube, inclusive.
    http://www.youtube.com/watch?v=lgW4xwlYv30

    ResponderEliminar
  5. Eu participei! Foi uma óptima experiência. Apesar de não se resolver o problema do lixo em todo o país, já é uma ajuda. Cada bocado que se limpe já é bom. O mais complicado é mesmo mudar as mentalidades...
    Beijinho

    ResponderEliminar