domingo, 27 de novembro de 2011

FADO DE TODO O MUNDO

Foto: retirada da Internet/Sem indicação do autor

Não esperava outra coisa, que o Reconhecimento do Fado como Património Imaterial da Humanidade. Se assim não tivesse sido, não seria pela valia deste estilo de música. Dito assim, até eu cometo o erro e o pecado de estar a reduzir o Fado, a apenas um Estilo de Música. É-o de facto, mas, é mais do que isso. Encerra em si a alma, a genialidade, o sentir, o carácter, o intuir, a magia, não apenas de Portugal, mas da Portugalidade, esteja ela num bairro de Goa, num recanto da Indonésia, num teatro de Tóquio, numa rua de Díli, numa casa em São Paulo, ou em qualquer lado, por qualquer gente, onde o sangue lusitano, mesmo afastado por séculos de história, ainda corra.

Agora, o FADO é também de todo o Mundo.