domingo, 5 de abril de 2015

VALORES CRISTÃOS E A SOCIEDADE





Antes de mais quero desejar a todos uma Santa Páscoa.

Não escrevo para este blog, há muito tempo. Razões várias, incluindo motivação fizeram-me (e eventualmente farão) estar afastado deste espaço.
Aproveitando este momento de Páscoa que estamos a viver, quero compartilhar convosco um assunto que já há muito queria abordar.
É cada vez mais comum ouvir-mos dizer, que qualquer uma das diversas igrejas Cristãs (as que apresentam um carácter sério), não se têm adaptado à evolução da Humanidade, estando cada vez mais desfocadas da realidade.

Será?

Vejamos. Bobo seria, se viesse para aqui escrever que a Humanidade, do ponto vista, científico e tecnológico não fez progressos assinaláveis, apesar de ainda assim, poder argumentar que eventualmente ainda hoje, podermos estar abaixo do conhecimento de outras sociedades do passado. Basta ver as sociedades Incas, Maias, as obras da Ilha da Páscoa, enfim.
Disse, do ponto de vista científico e tecnológico, não falei, do ponto de vista moral e ético. Evoluímos nessa área? De caras, todos nós sabemos que relativamente a algumas décadas atrás, a evolução neste ponto deu-se em sentido regressivo.
Percebo claramente que muita gente, com o intuito de se integrar sem o menor remorso na forma de pensar e agir da sociedade actual, queira que os valores Cristãos ainda hoje defendidos pela Igrejas Cristãs, se adaptem.
Pergunto? Deverá ser o homem a adaptar-se aos valores ensinados por Cristo, ou, como muitos querem, deverão os valores de Cristo ser manipulados da forma e do jeito que melhor  possam servir qualquer um?, por outras palavras, deve a religião Cristã, interpretada pela suas diversas igrejas, conservar os VALORES DE CRISTO, ou ser uma religião que sirva a jeito, os caprichos pessoais, e daquilo, a que se designa sociedade moderna.
Para mim a resposta é clara, os valores Cristãos, são imutáveis. E, quando assim não forem, deixaremos de ser Cristãos. Seremos outra coisa qualquer, mas já não seremos Cristãos.