domingo, 21 de março de 2010

LIMPAR PORTUGAL



Embora sabendo que a Iniciativa “Limpar Portugal”, não seja uma ideia inédita, foi importada da Estónia, sou a “tirar o meu chapéu”, e a agradecer profundamente ao mentor e dinamizador da sua implementação em Portugal.

Sou igualmente a reconhecer valor, mérito, espírito de comunidade e cidadania e acima de tudo, o amor imenso que demonstraram pelo seu país, todos aqueles que voluntariamente “arregaçaram as mangas”, pegaram em si e foram imbuídos da missão de deixar Portugal mais limpo, asseado e onde ainda, vá dando gosto viver.

Esta é a parte boa da história.

Mas existe nesta história outra parte, a parte de uma série de portugueses, cujo pendor nobilíssimo anda entre o javardo puro (sem ofensa ao animal) e o estúpido idiota, com laivos de nojentisse armados em donos do planeta, que arrogantemente e privilegiando apenas a matriz capitalista, consideram poder transformar e colocar na Natureza, tudo aquilo que os seus cérebros torrados de visões ordinárias de obtenção de lucro, lhe dita.

Ignoram tais personagens, que tal como todos os seres viventes, nascem, vivem e morrem. Por outras palavras, o Planeta onde nasceram não lhes pertence. Não é propriedade sua. É sim, um espaço que utilizam. É um legado para as gerações vindouras.

Quero crer, embora saiba que estou a ser hipócrita, que com este dia de “Limpar Portugal”, todos aprenderam a lição e jamais, necessitaremos de um dia igual.

Seja como for, foi uma iniciativa importante, útil e, tenho a certeza que muitos pensarão duas vezes antes de depositarem lixo, para onde quer que seja. Embora a memória seja curta.

PARABÉNS A TODOS OS QUE SE ENVOLVERAM NESTA INICIATIVA.
PORTUGAL FICOU MAIS BONITO E AGRADECE.

domingo, 14 de março de 2010

IGNORANTEMENTE ...AS NOSSAS CAPACIDADES


Como todos já repararam, apenas consigo colocar um post de semana a semana (normalmente ao Domingo), altura em que dou uma volta por outros blogs que já considero amigos, deixando o meu comentário.

Acontece porém, que o Ser Humano, é algo dificilmente definível (provavelmente até mesmo indefinível) e enormemente indecifrável, em todas as suas componentes que o constituem. Embora neste momento disponha de um sem número de assuntos que tenciono abordar, a verdade é que, tanto a nível físico com psicológico, o meu “SER” impiedosamente ditou, ao mesmo estilo da Coreia do Norte e outros regimes de inteligência similar (contra minha vontade), que estava expressamente proibido de o fazer, até encontrar as mínimas condições de escrita e pensamento, que não venham a envergonhar o “PALAVRAS SEM JEITO.”

Ignorantemente julgamos dominar as nossas capacidades ou por orgulho ou por necessidade, só que, cada organismo tem as suas limitações e quando estas atingem um determinado limite, obviamente que a resposta lógica é sempre, inversamente proporcional àquilo que tencionávamos.

Se não puder antes, no próximo Fim de Semana, estou de volta (assim espero).

A TODOS UM GRANDE ABRAÇO.

segunda-feira, 8 de março de 2010

DESCALÇA VAI PARA A FONTE










Fotos: retiradas da internet / Sem indicação dos Autores
No Dia Internacional da Mulher.
A TODAS AS MULHERES DO MUNDO.

Descalça vai para a fonte
Leonor pela verdura;
Vai formosa, e não segura.

Leva na cabeça o pote,
O testo nas mãos de prata,
Cinta de fina escarlata,
Sainho de camalote;
Traz uma vasquinha de cote,
Mais branca que a neve pura.

Vai formosa, e não segura.
Descobre uma touca a garganta,
Cabelos de ouro entraçado,
Fita de cor encarnado,
Tão linda que o mundo espanta.
Chove nela graça tanta,
Que dá graça à formosura.
Vai formosa, e não segura

Luís Vaz de Camões