domingo, 22 de abril de 2018

ARBUSTOS
Foto: Samuel Patrocínio

O Reino Vegetal é um dos maiores reinos do nosso planeta. Tudo em si é beleza e mistério. Este Reino verdejante é composto de uma complexidade e diversidade  tão elevada que muitas vezes é difícil de catalogar todos os seus indivíduos ou fazê-lo com exactidão. 

Muitos são tão pequenos que passam despercebidos. Outros são majestosos, grandes ou imponentes tanto no porte como na beleza. 

As Árvores, os Arbustos, as Lianas e as Herbáceas constituem este grupo, colorindo os espaços e alegrando todo o possível admirador.

Nos espaços onde estes se encontram caracterizam de imediato a paisagem. Ladeiam e debruam ruas e caminhos, formam madeixas verdes em parques e jardins, mas acima de tudo são o cenário decorativo de qualquer cidade, aldeia ou espaço natural.

Apesar de toda a singularidade que as Árvores, as Lianas e as Herbáceas apresentam tenho uma grande predisposição para com as espécies arbustivas.

Dos inúmeros encantos de um Arbusto, a floração é sem dúvida o mais admirado, mas jamais se esquece a fragrância que alguns exalam tornando mais agradável o ambiente.

As flores têm cores e formas extraordinárias que salpicam o conjunto verde onde se inserem.

Pode dizer-se, sem erro, que existem espécies arbustivas adaptadas a qualquer Espaço Verde, que se revelam tanto em pequenas como em grandes áreas, ou no jardim mais clássico.

Não há, por isso, espaço que não fique valorizado com a presença de um Arbusto. Pode ser um grande jardim, um pequeno parque ou um simples canteiro.
(Texto escrito em 1999)



domingo, 15 de abril de 2018

ENSINO PROFISSIONAL / RANKING
Desenho: Samuel Patrocínio

Nas últimas duas décadas o Ensino Profissional, principalmente o que é ministrado nas Escolas Profissionais, tem tido um papel preponderante no desenvolvimento de Portugal (quase sempre ignorado e pouco valorizado), ao permitir, a milhares jovens, a construção de competências que lhes possibilitam o exercício de uma Profissão.

Desde a sua formação que o Ensino Profissional, tem sido um Ensino de Qualidade, particularmente o que é ministrado pelas Escolas Profissionais. 

Não irei no presente post, discutir a propagação do Ensino Profissional, às Escolas Secundárias, mas em jeito de tweet,  a meu ver, em nada beneficiou a qualidade geral do Ensino Profissional. Acredito e defendo que o Ensino Profissional é nas Escolas Profissionais.

Há dias fui confrontado com um ranking, para as Escolas com Ensino Profissional, sejam elas Profissionais ou Secundárias. 

Acontece que esse ranking, pelo que sei, foi elaborado por um dos “nossos” jornais (pelo menos foi quem lhe deu eco), assente apenas numa única premissa. A premissa considerada foi o percentual de alunos que concluem o Ciclo de Formação.

Escalonar Escolas assente numa única premissa, nem se pode dizer que seja redutor, porque apenas um dado, em educação, não permite escalonar o que quer que seja.

Não se avaliou Projectos Educativos, não se avaliou Parcerias e Protocolos, não se avaliou o número de alunos que entrou no Ensino Superior, não se avaliou a qualidade de competências dos alunos,  entre muitos, muitos outros parâmetros. 

O modus operandi de uma determinada Instituição Escolar, é diferente do de outra. Logo, o rigor também é diferente.  Há sempre umas Instituições, que têm  “peneiras” com dimensões muito reduzidas, que apenas deixam passar minério valioso, e outras que têm outro tipos de peneiras, que deixam também passar algum cascalho. 

Julgo que as Escolas consideraram estes dados apenas como dados referenciais. Leviano seria considerá-lo de outra forma. E, certamente que a grande, grande maioria nem sequer os valorizou. 

Ainda assim, houve quem os valorizasse. 

Mas quem sabe se um dia a “moda pega (valorização dos dados)” e  a caixa de Pandora se abre. Nesse caso ficará escancarada a Auto-estrada para a Degradação da Qualidade do Ensino Profissional.

P.S – Concordo com um Ranking do Ensino Profissional, desde que, haja uma parametrização equilibrada e coerente das diversas variáveis que constituem o Projeto Educativo.


sábado, 31 de março de 2018

UMA SANTA PÁSCOA


A Páscoa, é provavelmente a quadra mais importante para o Cristianismo. 
Nela está representada a Esperança de uma Nova Vida.

Uma Nova Vida, que genericamente se sintetiza no texto abaixo.

Quando Deus criou o Mundo, criou também o homem para nele viver eternamente. Porém antes da criação do homem, ocorreu um conflito cósmico que ainda não teve o seu epílogo.
O anjo lucifer e um terço dos anjos do Céu, rebelaram-se contra Deus e foram expulsos para a Terra.
No Jardim do Éden, o homem deixou-se eludir por satanás. Tinha deitado fora a vida eterna. Passou a ser um Ser mortal.
Mas, Deus “amou o Mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigénito, para que todo aquele que nele crê, não pereça mas tenha a vida eterna”-  João 3:16.
Jesus Cristo, veio cumprir a vontade do Pai. Morreu no lugar do homem. Ressuscitou ao terceiro dia.
Com o seu sangue lavou o pecado do homem. Com a sua Ressurreição devolveu ao homem a capacidade de poder optar pela Vida Eterna.

Deixo-vos um Excelente Filme que ilustra a Páscoa, através de uma roupagem diferente. Adaptada aos nossos dias.