quarta-feira, 30 de setembro de 2009

APRENDER A VOAR

foto: Hasaliah
Aprender a voar, foi sempre uma ambição que o homem teve e, conseguiu, em resultado da persistência e capacidade de encaixar os vários reversos, que se lhe foram colocando.

Poderia agora dissertar, um pouco sobre a temática, mas serve este post, para referir duas situações:
Primeiro – que a persistência, desde que sadia e não encarada e entendida como teimosia – muitos há que confundem persistência com teimosia – é uma capacidade humana, que deve ser levada até à exaustão. Com persistência, aquilo que eventualmente nos possa parecer impossível, tornar-se-á possível, como o foi para Bartolomeu de Gusmão, com a sua passarola.
Segundo – e mais importante hoje, é dar a conhecer o blog “voarsemhasas.blogspot.com”, de alguém que começou a aprender a voar através da blogosfera.

domingo, 27 de setembro de 2009

NÓS (portugueses) E A ARROGÂNCIA

Foto: Samuel Ramos Patrocínio


Não sei se será deficiência minha, ou enviesamento na observação, que faço à sociedade Portuguesa.

Partindo do princípio que as minhas observações correspondem à verdade, ainda que, tolerando um desvio a essas mesmas observações, sou tentado, a afirmar que os portugueses estão cada vez mais arrogantes e menos humildes.

Não vai nenhum mal ao mundo, de quando em vez ter arrogância. O problema a meu ver é quando esta se torna patológica, e, por tudo ou por nada, incluindo o saber muitas vezes que a razão é pertença de outrem, ilogicamente, se teima nunca verdade não existente ou deveras discutível.

Achamo-nos, melhores, mais verdadeiros e mais imaculados que qualquer um, quando na teoria e na prática, somos apenas mais um Ser, frágil, e desprotegido perante a dimensão do Cosmos, mas essa nossa “ridícula dimensão” de poder, parece não encaixar em muitas mentes, obcecadas em dominar e controlar os seus “mundinhos idiotas”, a troco do desrespeito pelo outros, dando supremacia à arrogância.

Em suma, a Sociedade Portuguesa, parece cada vez mais, estar a ser construída, alicerçando-se num telhado, velho, esburacado e carunchoso.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

BREVES REFLEXÕES - 1

Foto: Samuel Ramos Patrocínio
Desenho: Samuel Ramos Patrocínio




De quando em vez, a partir de agora colocarei "pequenos post(s)" para breves reflexões.



Diz o ditado ou a expressão: "Nem tudo o que parece é.



Acrescento eu: "Nem tudo o que parece é, mas tudo o que é, pode não parecer."

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

NEM TODAS AS PALAVRAS O VENTO, DEVE LEVAR.

Foto: Samuel Ramos Patrocínio


Estamos em Campanha Eleitoral, para as Eleições Legislativas , e brevemente para as Eleições Autáquicas.
Vamos ouvindo os mais diversos candidatos dizer muita coisa. Lamentalmente no diz respeito a promessas, a métrica que tem sido seguida, normalmente, rege-se sempre pela mesma directriz, que e o mesmo é dizer, na generalidade, não são para cumprir.
Retirando, esse pequeno grande "pormenor" que são as promessas, ainda assim, há algo importante a avaliar nos candidatos, e que, é facilmante mensurável, entre aquilo que vão dizendo nos seus discursos e depois as práticas que efectivamente consolidam.
Gostei há dias de ouvir um líder de uma força partidária dizer, num concelho, em que a sua força política não tem grande expressão, que, as pessoas do seu partido, tiveram uma enorme coragem em dar o nome para as listas e que, por isso mesmo e devido a esta ousadia, irão, muito provavelmente, sofrer represálias por parte da força partidária dominante, e que isso NÃO ERA DEMOCRÁTICO NEM JUSTO.
CONCORDO EM PLENO.
As liberdades individuais de um individuo, devem ser sempre respeitadas, não devendo isso, trazer consequências na sua carreira profissional ou outra, só porque, pensa diferente de outrém.

SE ALGUÉM COMPROVADAMENTE DEMONSTROU SER BOM PROFISSIONAL, TRABALHADOR, DEDICADO E COMPETENTE, SÓ PORQUE "PENSA DIFERENTE", NÃO TEM O "DIREITO" SER SANEADO, DE QUALQUER CARGO QUE OCUPE.

ISSO NÃO É DEMOCRACIA NEM JUSTIÇA.

Acontece porém que essa força política é maioritária, em diversos concelhos e por experiência própria, sentida na pele, fez precisamente aquilo que o seu líder claramente repudiou.

Voltarei a este tema em tempo oportuno, porque a história pode não ter acabado por aqui, e revelei qual a força partidária e líder em questão.


sexta-feira, 11 de setembro de 2009

11 DE SETEMBRO de 2001

Foto: retirada da Internet /Sem indicação do autor


Foto: retirada da Internet / sem indicação do autor


Foto: Richard Drew

Foto: retirada da Internet /sem indicação do autor


Sem muitas palavras, com uma única intenção, RECORDAR, MEDITAR E OLHAR O FUTURO.


obs: Por iniciativa de Barak Obama, hoje nos Estados é Dia Nacional de Oração e Memória. Devem os Americanos dedicar o dia, ou parte a uma causa comum.

domingo, 6 de setembro de 2009

ARISTIDES DE SOUSA MENDES

Foto: retirada da Internet / sem indicação do autor
Sem ter a pretensão real e o trabalho de verificar num dicionário, o que significa a palavra “Herói”, tenho no meu íntimo, que um “Herói” é alguém que se destacou devido a alguma proeza, que tem como beneficiário último a humanidade ou um determinado indivíduo, pondo em risco a própria vida.

Ultimamente, porém, verifico, que a minha “intuição”, relativamente ao significado, parece, representar coisa diferente, e um “Herói”, é alguém, que a troco de meia dúzia de baboseiras, aparece na televisão, dizendo coisa nenhuma, quanto mais fazendo coisa alguma.

Se o último post, foi sobre o inicio da fatídica segunda guerra mundial, seria injusto, e porventura até mesmo “indigno”, não recordar a memória daquele, que contra o poder instituído e as ordens que deliberadamente lhe foram dadas, teve a CORAGEM e a ATITUDE de dizer SIM À VIDA. A ele, por todo o Mundo, muita gente deve ou deveu a sua vida.

Mais importante de tudo, é entender que ARISTIDES DE SOUSA MENDES, não se acobardou na faustosidade da sua vida, mas, deu voz aos seus ensinamentos basilares “NÃO MATARÁS”. Quero com isto dizer, que para ARISTIDES, não agir, representava cumplicidade, de um estado opressor (Alemanha) que se dizia cristão e de um estado a que pertencia que igualmente cristão se dizia.

Pelo seu “PECADO” de HEROICIDADE, sua santidade imaculada de qualquer pecado, de nome Oliveira Salazar, coadjuvado pelo seu carracento cardeal Cerejeiro, do alto do seu intocável cristianismo, deixaram morrer, ARISTIDES DE SOUSA MENDES, em 1954, quase na miséria.

É assim desta forma que sabemos agradecer, muito mais quando nos designamos por cristãos.

HAJA CORAGEM PARA A VERDADE. SE HERÓIS EXISTEM, ARISTIDES DE SOUSA MENDES, É A “ALMA MATER” DOS MESMOS.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

QUANDO A MEMÓRIA DOS HOMENS...

Foto: Samuel Ramos Patrocínio

Não poderia deixar de lembrar, que faz hoje (dia 1 de Setembro) precisamente 70 anos, que um "punhado" de homens, liderados por um LOUCO, invadiu a Polónia, dando origem à segunda guerra mundial.

Porque muitos outros homens, gostam que a memória se esvaia no tempo, tentando ocultar factos, de que até a propria História Universal tem NOJO em reportar, aqui, na simplicidade deste blog, a memória tem direito ao seu espaço, para que todos aqueles que têm consciência civilizacional, não esqueçam, que seguir as directrizes de um homem, quaisquer que elas sejam, nem sempre, ou quase sempre é o melhor.
A PRUDÊNCIA, A RACIONALIDADE E A NOSSA CONSCIÊNCIA, devem em qualquer caso ser o nosso ponto de equilibrio, na relação, com aqueles que por um motivo ou outro dispõem do poder para controlar e influenciar massas populacionais.
Apenas, um dado mais, dos muitos milhões de pessoas inocentes que perderam a vida durante a segunda guerra mundial, e porque tudo começou na Polónia, só a Polónia perdeu 20% da sua população.
QUANDO A MEMÓRIA DOS HOMENS ...