terça-feira, 6 de outubro de 2009

AMÁLIA, uma recordação

Foto: retidada da internet /Não tinha referência do autor


Não sou pessoa de ter por hábito idolatrar quem quer que seja, por isso, não é meu hábito recordar ou fazer referência, a nomes que para muitos, deverão ser reverenciados por todos. É assim a minha maneira de ser. Considero que na nossa "passagem" pela terra, o nosso destacar em qualquer que seja a área, não nos dá a ousadia de considerar-mos, seres superiores, susceptíveis de idolatração.


Abro todavia hoje, como abrirei com certos nomes futuramente, uma excepção, não para idolatrar, para recordar, por aquilo que fizeram ou eventualmente foram.


Quero hoje, recordar, AMÁLIA RODRIGUES, pela simples razão de ter tido o mérito de através do FADO, a canção nacional, ter levado o nome de Portugal, a todos os cantos do Mundo.


Quer se queira quer não, AMÁLIA, ainda hoje é reconhecida e respeitada por todo o mundo, e uma grande bandeira do nosso país.

AMÁLIA, uma recordação...

6 comentários:

  1. você pode não idolatrar Amália, mas eu, idolatro e venero, não só por ter sido a maior fadista portuguesa de sempre, mas também por ter sido a excelente pessoa que sempre foi.
    As saudades que eu tenho da minha querida Amália.
    antónia de campo de ourique

    ResponderEliminar
  2. Amália, sempre, sempre, sempre Amália.

    ResponderEliminar
  3. Amália a voz, a alma e a saudade...

    Amália um espirito de passado e ainda um som de futuro...

    Bem Haja Amália

    SPCR

    ResponderEliminar
  4. Amália, mais do que uma fadista, uma grande portuguesa.

    vitor.

    ResponderEliminar
  5. AMÁLIA que eu (não ) canto ! Mas, adoro ouvir.

    O nome Amália é o orgulho de ser Portuguesa.
    Destaco os fados “a lágrima “ e “barco negro” …. Ouço a chorar.

    ResponderEliminar